Meu Malvado Favorito 3 é o xerox da cópia dele mesmo…

2-starsdespicable-me-3-therobsonmouraA terceira tentativa de Steve Carell e Kristen Wiig  na série blockbuster Meu Malvado Favorito 3 tinha tudo para ser um ótimo filme, infelizmente, não consegue repetir o sucesso de seus antecessores.

Repetindo uma fórmula que o transformou no filme mais rentável da história da Universal Studios, consegue apenas oferecer um pouco mais do mesmo, ou seja: Mais Gru – na verdade, Gru duas vezes – se contarmos seu irmão gêmeo, Dru; Mais Minions; Mais piadas estilo Looney Tunes; Mais referências da cultura pop – desta vez com ênfase na década de 1980; E mais músicas de Pharrell Williams na trilha sonora.

Por outro lado, Meu Malvado Favorito consegue provar que existe vida fora do universo Disney/ Pixar, pois, sempre consegue arrebanhar um grande publico e, consequentemente, fazer uma ótima bilheteria. Entretanto, precisamos reconhecer que a formula está ficando desgastada.

Definitivamente, é o mais confuso dos 3 filmes. Ainda que seja o melhor – tecnicamente  – executado – está repleto de subtramas desinteressantes e acaba ficando maçante na metade final, quando deveria chegar ao clímax da historia. A sedutora premissa do filme original, sobre um cara mau que precisa tornar-se pai e deixar a vida do crime foi enterrada debaixo de toneladas de concreto.

O que sobrou foram uma série de acrobacias “tipo” filme dos vingadores, um trilha sonora que vai de Michael Jackson para Van Halen até chegar no A-ha, e muitos Minions para manter as crianças felizes. Para piorar – um pouco mais – temos uma dublagem – liderada por Leandro Hassum – que mata qualquer tentativa entender as piadas do filme.

Há, também, algumas piadas de mau gosto as custas de habitantes europeus fictícios comedores de queijo, com velhos bêbados, e sobre mulheres executivas, competitivas e supostamente feias, de acordo com o filme…

Com um tempo total de 96 minutos tem um ritmo tão rápido que dificilmente há espaço para respirar, ou tentar respirar, mesmo assim é difícil esquecer a sensação de piada requentada quando levantamos da cadeira e voltamos para nossa realidade.

Produção: Universal Studios, Illumination Entertainment
Distribuidor: Universal
Elenco: Steve Carell, Kristen Wiig, Trey Parker, Miranda Cosgrove, Steve Coogan, Jenny Slate, Dana Gaier, Nev Scharrel, Julie Andrews, Pierre Coffin

Diretores: Pierre Coffin, Kyle Balda
Compositor: Heitor Pereira
Diretores de animação: Bruno Dequier, Julien Soret
Classificação Livre, 96 minutos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s