Natal Negro mexe com nossos conceitos de sagrado e profano…

Black Christmas

Black Christmas

Falta apena uma semana para o Natal, o que significa que os shoppings estão lotados e os níveis de stress no topo… E no espírito natalino moderno, eu recomendo Black Christmas, 1974, clássico seminal de terror de Bob Clark. É um filme daqueles que todos morrem sem motivo, nada é explicado e a policia sempre chega tarde demais. Entretanto, neste aqui existe um algo mais…

Na maioria dos filmes de terror a chacina não respeita nem os créditos rolando na tela… Temos uma única certeza, coisas ruins vão acontecer até o final, mas no final o maníaco será capturado e morto. Felizmente, isso não acontece aqui. Não vai haver papai Noel para salvar o dia.

Filmes deste gênero normalmente seguem a mesma receita: a importância da casa; a segurança e o conforto da família e dos amigos; a paz e boa vontade triunfará no final…. e por ai vai.. Black Christmas  começa a desmantelar estes pressupostos com implacável eficiência. Desde o início, a coisa toda é mostrada, a partir da visão distorcida do assassino..

Outros filmes (como a sua execrável refilmagem 2006) tentariam explicar o comportamento do louco, ou fazer uma grande revelação no final, mas não aqui. Devo dizer que Natal Sangrento faz uma critica mordaz ao nosso comportamento nestes tempos loucos onde, em vez de celebrar, estamos gritando no transito, desrespeitando as filas e destruindo o espírito humano…

E evidente que o filme tem suas falhas, mas o que faz dele uma experiência tão eficaz e inquietante é justamente não facilitar nada para quem assiste. Black Christmas  não segue nenhuma regra do gênero. O resultado é algo legitimamente subversivo, e não apenas um monte de mortes tentando fazer piada sobre as festas natalinas.

Contrastando uma violência brutal com humor negro… Esta película certamente tem sua marca assegurada no hall da fama dos filmes de terror… Quando o roteirista opta por nunca desvendar os assassinatos ele transforma o filme num cult movie de primeira linha. Nunca espere saber o que acontece no final… E depois de Black Christmas milhares de filmes recorreram a este clichê ao final…

Black Christmas pode sofrer, às vezes, de um humor forçado e um tom desigual, mas em sua essência, ele fala de uma verdade cruel da época natalina… Cada ano que passa… Estamos mais distantes do espírito natalino e somos bombardeados com assassinatos todos os dias..

Natal promete felicidade e segurança, mas parece que somos afastados, cada vez mais, deste espírito… E não esqueça, quando um homem estranho entrar na sua casa numa noite fria de inverno… Ele pode não estar carregando presentes.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s